Coronavírus. NOS pede 500 euros por rescisão de contrato.

0
- Publicidade -
TomarTV

Recentemente vários leitores da Tomar TV tem enviado queixas sobre o serviço de rescisão de contratos da NOS nesta fase de pandemia do COVID-19.

Há casos de famílias desempregadas, trabalhadores com redução do ordenado devido ao “Lay off” e pessoas que se viram obrigadas a mudar de residência.

Tentámos nós também cancelar um contrato com fidelização de dois anos, no primeiro contacto foi-nos dito que era possível cancelar ou reduzir para um pacote de 14 euros e 95 cêntimos.

Mais tarde quando a chamada é passada para o “Departamento de cancelamento de serviços” o cancelamento só é possível caso este cliente pague um valor de 500 euros. Quando questionado sobre a que se devia este valor o operador da NOS responde que se trata do valor de instalação e de “ofertas” que não especificou.

- Publicidade -

Ainda esta semana a ANACOM veio pedir regras mais flexíveis no que diz respeito ao cancelamento de contratos de telecomunicações no período do COVID-19.

A Anacom propôs ao Governo a criação de um regime legal, “excecional e temporário”, com regras mais flexíveis em matéria de denúncia e redução de contratos com períodos de fidelização nesta fase de pandemia do Covid-19.

O Regulador pretende que na fase de emergência operadores não possam cortar serviço mesmo em caso de falhas no pagamento, entre outras medidas, por considerar que nesta fase de pandemia os serviços de telecomunicações são bens essenciais

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here