Vídeo. A história do Cineasta Tomarense que projetou na Torre Eiffel

0
- Publicidade -
TomarTV

Nascido no lugar do Poço Redondo, freguesia da Junceira, Manuel Vicente cedo demonstrou vocação para a sétima arte.

Industrial da Construção Cívil por tradição familiar terá construído perto de uma centena de prédios nos concelhos de Lisboa, Loures e Benavente mas foi no cinema amador que encontrou a sua grande paixão orgulhando-se de nunca ter participado num certame sem ganhar um prémio ou uma menção honrosa.

Entre os seus feitos está o facto de ter sido o primeiro cineasta português a projectar na Torre Eiffel no terceiro quartel do século passado. O seu primeiro filme a concurso foi uma curta metragem intitulada “Recantos de Tomar”.

Tomar surge aliás com frequência na sua obra nomeadamente em filmes premiados como o “O Fogo no Bairrol” ou a “A Matança do Porco”.

- Publicidade -

Ao longo dos anos foi desenvolvendo como hobby o gosto pelo cinema amador que mais tarde veio a dar frutos. O seu primeiro prémio foi mesmo para o filme “Recantos de Tomar” que o mesmo recorda com muito carinho.

A sua presença nas Jornadas Mundiais de Paris foi apenas mais um momento de uma carreira deste Tomarense do mundo e das artes que recorda o tempo em que o cinema amador era feito por amor, pelo amor de gravar, pela paixão de editar e tudo isto num tempo em que se filmava em peliculas e a devoção era tal que “não ia para a cama enquanto não ficasse bem”.

Foi na sua sala de projeção, o seu cinema improvisado numa sala de estar da Av. De Roma que deu esta entrevista à Tomar TV.

É ali que, na serenidade dos seus quase 100 anos, continua a rever os seus filmes e a recordar tempos gloriosos do passado.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here