- Publicidade -

Forças Armadas reforçam meios de apoio à vigilância e deteção de incêndios 

0 101

- Publicidade -

A Marinha, Exército e Força Aérea reforçaram os meios de apoio à Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e à Guarda Nacional Republicana na vigilância, deteção e apoio ao combate de incêndios rurais. 

O Exército tem empenhados seis pelotões em operações de rescaldo e vigilância ativa pós-incêndio, num total de 114 militares, que estão em Pombal, Cumeada (Ourém) e Caranguejeira (Leiria). Em Ourém continuam dois destacamentos de engenharia, com duas máquinas de rasto para apoio na abertura de caminhos que facilitem o acesso dos operacionais que combatem os incêndios. 

- Publicidade -

Mantêm-se também em operação dois helicópteros de reconhecimento, avaliação e coordenação a operar a partir de Beja e da Lousã, estando a ser ainda garantido na Base Aérea N.º 5, em Monte Real, o apoio logístico e em infraestruturas a aeronaves portuguesas e estrangeiras empregues no combate aos incêndios. 

c/ Lusa 

- Publicidade -

- Publicidade -

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.