O ambientalista que quer salvar o Nabão. Américo Costa em entrevista à Tomar TV

Tomarenses mostram-se revoltados com poluição do Rio Nabão.

0 389

- Publicidade -

A Tomar TV esteve à conversa com Américo Costa, ambientalista e líder dos Aqua Tomar, sobre a poluição do Rio Nabão. Américo tem sido uma voz ativa em Tomar no combate a este problema e já denunciou várias vezes os atentados ao rio, principalmente através das suas redes sociais. Agora falou à Tomar TV sobre o assunto numa entrevista exclusiva.

Américo Costa começou por enaltecer a importância do Rio Nabão para a cidade de Tomar:Tal como Nini Ferreira amigo pessoal e grande defensor do rio Nabão declamava de obra escrita (…)” no meio da cidadezinha a afagá-la como namorado, o rio”(…). O vale do rio Nabão em toda a sua riqueza e esplendor foi decisivo para a fixação de povos e culturas ao longo dos tempos. Se me questionarem qual o maior símbolo de Tomar não hesitarei em afirmar que é o nosso rio, que na cidade de Tomar alcança com os seus açudes e rodas milenares toda a sua beleza e glória.”

Quanto aos culpados pelos atentados ao rio, o ambientalista refere: “O problema da poluição  no “passado” estava ligado à sua poderosa, próspera e rica indústria. No presente a indústria é quase nula e o problema poluidor persiste. Deparamo-nos com etares ( estações de tratamento de águas residuais-esgotos domésticos) “legais” a montante de Tomar a funcionarem  como autênticas “fábricas ” de poluição sendo responsáveis por mais de 80% desta infame e preocupante situação. Estruturas essas para as quais todos nós contribuirmos financeiramente todos os meses na fatura da água que neste momento está sob a alçada da empresa Tejo Ambiente presidida pela presidente da c.m.Tomar Anabela Freitas. Todo este grave problema apesar de ilegal se transforma em legal pela impunidade dos infratores.”

Américo aproveitou ainda para falar da sua atuação enquanto líder dos Aqua Tomar no combate aos atentados do rio: “Se no presente se fala ou escreve que o rio Nabão está poluído é porque eu através dos Aqua Tomar o tenho denunciado persistentemente em dezenas de reuniões camarárias umas pública e outras “privadas”. Os resultados dessa insistência foram sempre idênticos, um silêncio e um “sacudir a água do capote”, que nunca percebi se seria desinteresse ou cumplicidade dos nossos executivos. Nunca desisti como é da minha natureza, essa insistência chegou por inúmeras  vezes à Assembleia da Republica e ao mídias nacionais, regionais e locais.”

As eleições autárquicas do próximo outono também foram tema de conversa: “Para “combater” esta besta poluidora vou mais uma vez insistir num bom resultado nas próximas eleições autárquicas 2021. De modo a aumentar a minha voz presidindo ou integrado comissões, conselhos ambientais (*sem qualquer renumeração minha e de todos os componentes das mesmas).”

Por último, Américo Costa admitiu que “Uma das medidas imediatas para travar toda esta situação poluidora, seria ameaçar desativar a etar de Seiça e parte dos 11km de condutas de águas residuais provenientes de Ourém/Fátima. Lembramos que a etar de Seiça “pertença” e construída por Ourém no concelho de Tomar, foi talvez um dos maiores “logros” da história da nossa Cidade. Muitas promessas de benfeitorias que nunca se concretizaram e tudo não passou de um vergonhoso desvio de grande parte dos esgoto do concelho vizinho Ourém/Fátima para o de Tomar.”

 

- Publicidade -

- Publicidade -

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.