- Publicidade -

Opinião. Tomar “Um concelho em rápido envelhecimento demográfico”

Artigo de opinião sobre o envelhecimento demográfico em Tomar

0 178

- Publicidade -

Sendo uma realidade nacional e de grande parte do mundo desenvolvido, o envelhecimento da população, assume ainda assim, contornos particularmente preocupantes em alguns territórios, como acontece no concelho de Tomar.

Segundo dados da Pordata, o índice de dependência de jovens, que traduz o número de jovens por cada cem pessoas em idade ativa, mostra que enquanto a média nacional passou de 23,7 em 2001 para 21,2 em 2019, no concelho de Tomar essa evolução foi muito mais negativa, passando de 23 para 16,9.

Este é um sinal de um claro e preocupante envelhecimento, resultante de uma abrupta diminuição da natalidade. Em simultâneo, os progressos na saúde, na alimentação e nas condições de habitabilidade, têm permitido que a esperança de vida tenha aumentado.

Temos assim, o que se entende por um duplo envelhecimento, só resolvido com um aumento da fecundidade.

Embora seja um problema comum a muitos outros concelhos, particularmente do interior de Portugal, urge que sejam criadas condições para fixar os jovens e atrair outros, que possam fazer acreditar num futuro mais risonho em termos demográficos.

Para isso, aguarda-se que em ano de eleições autárquicas, as forças politicas locais encarem esta temática como uma das suas prioridades e apresentem propostas concretas.

Para se melhorar a qualidade de vida das populações é fundamental a existência de economias mais dinâmicas e para isso é obrigatório a existência de gente empreendedora, normalmente os jovens e os jovens-adultos.

É o futuro de Tomar que está em causa e que obriga os decisores locais a ações concretas e objetivas. Ficamos a aguardar.

Autoria: João Fernandes

- Publicidade -

- Publicidade -

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.