Novo Presidente do Montepio é Tomarense

0
- Publicidade -
TomarTV

“O Ribatejano tranquilo que está sempre a aprender”.

O novo Presidente da Associação Mutualista Montepio é natural da Asseiceira em Tomar.

Virgílio Lima é aos 66 anos o novo presidente da Associação Mutualista Montepio, chegou a estudar na Escola Industrial e Comercial (Jácome Ratton) e acabou por se mudar para Lisboa. Na última edição da revista do Montepio saiu a seguinte biografia que passamos a descrever.

“Nasceu há 66 anos, numa freguesia do concelho de Tomar, mas cedo veio para Lisboa. “Era onde havia empregos naquela altura. Saí de Tomar com o curso comercial e tenho trabalhado e estudado desde então”, recorda Virgílio Lima.

O Grupo Montepio foi o seu quinto emprego em Lisboa, mas desde que entrou, há 40 anos, não mais saiu. À sua longevidade no Grupo ganha uma relevância maior pela diversidade de funções que acumulou ao longo dos anos e cuja extensão não é possível reproduzir nestas linhas.

- Publicidade -

“Comecei por trabalhar na área de controlo. Um ano depois concorri para agente de organização e métodos e fui subindo paro agente funcional, orgânico e finalmente analista de sistemas, que era a carreira possível neste domínio”, recorda.

Em Lisboa, Virgílio Lima continuou a estudar e licenciou-se em Gestão no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG). Concluída a licenciatura, foi convidado para gerente do balcão de Sintra. Dois anos e meio volvidos foi novamente convidado para uma nova função, a de diretor de marketing. “Depois fui rodando: diretor de planeamento, diretor comercial… estive em quase todos os áreas”, continua. O amplo conhecimento do Grupo Montepio levou-o ainda à gestão de fundos, de patrimónios, à Caixa Económica de Cabo Verde, ao fundo de capital de risco BEI, ao Conselho Geral e de Supervisão do Banco, ao Conselho Geral da Associação, aos seguros e, em 2016, ao Conselho de Administração do Associação Mutualista Montepio. “Este tipo de processo vai preparando as pessoas, mas estamos todos os dias a aprender e temos de fazê-lo, porque a realidade a isso nos obriga”, afirma.

A necessidade de estar atualizado com as novas realidades profissionais levou-o de volto ao ISEG, onde fez um MBA e um mestrado, e segue-o nos livros que lê e no doutoramento que frequenta. “É fundamental manter o contacto e a proximidade.” Fã de José Saramago e Miguel Torga, Virgílio Lima gosta de jogar golfe e de passar tempo com a família e amigos. Para trás, por razões de saúde, ficaram os anos em que praticou vários desportos. Em particular futebol.

Culto e estudioso, ponderado e de registo calmo, Virgílio Lima tem como lema a busca do rigor e das respostas mais adequadas a cada situação. “Isso é o ideal, é algo que se persegue. Errar também é uma forma de aprendizagem, mas às vezes é preferível fazer bem à primeira e ter o trabalho de preparação que isso exige. Temos o dever de tentar tratar todas as questões com rigor”, conclui.”

 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here