COVID-19. O trabalho dos Bombeiros de Constância

0
- Publicidade -
TomarTV

Os Bombeiros de Constância cobrem uma área de 5000 mil habitantes e respondem a cerca de 10 chamadas de transporte de doentes por dia.

No início, os bombeiros respondiam a todos os alertas sem a validação dos casos pelo CODU (Centros de Orientação de Doentes Urgentes), agora com a pandemia do coronavírus, COVID-19, o comandante passou a considerar todos os pedidos de transporte de doentes como casos suspeitos e para proteger os seus profissionais, equiparam-se agora com fatos de proteção quimica e respiradores motorizados de pressão positiva com nível máximo de proteção respiratória P3, permitindo um trabalho sem esforço e confortável em períodos longos com proteção máxima. “Não podemos pôr a nossa vida em risco”, diz. O problema é que se gasta 20 a 30 mascaras por dia (são precisas sempre duas, para os dois bombeiros que estão a responder, mais uma para o doente).

Os Bombeiros Voluntários de Constância, atravessam uma crise financeira há bastante tempo, mas o comando e a direção têm-se batido para angariar fundos para poder fazer frente às enormes despesas com a manutenção da casa e dos seus homens. Os aparelhos que vêm de obter foram cedidos pelos colegas de Abrantes. Têm contado também com o apoio da Câmara Municipal e outras instituições. O comando salienta que os apoios são poucos olhando às necessidades da Associação, nesta altura estamos prontos para responder a todos os pedidos de socorro e auxílio, mas nas situações de emergência:

“Continuamos a responder a situações de emergência, mas para transporte de doentes estamos agora mais preparados. Não posso enviar os meus bombeiros desprevenidos”, diz à TOMAR TV, o comandante Marco Gomes.

- Publicidade -

Paulo Marques

Tomar TV 

 

 

 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here