Ordem dos Advogados. Suspeito de pedofilia não é de Tomar

0
- Publicidade -

Comunicado – Esclarecimento

A Delegação da Ordem dos Advogados de Tomar tomou conhecimento no dia de hoje (05.Fev.2020), através das redes sociais, nomeadamente no ‘Tomar na Rede, da notícia de um suposto Advogado de Tomar acusado de 1241 crimes relacionados com pornografia de menores e 6 de pornografia de menores agravada.

A notícia parece ter sido confirmada pela Procuradoria da Comarca de Santarém e, terá sido já deduzida acusação, pela 3.a Secção do DIAP de Tomar.

‘Re vera, importa esclarecer, que o Advogado em causa não está inscrito na Comarca de Tomar, não exercendo a sua actividade profissional nesta Comarca.

Não podemos deixar de lamentar tal notícia, que sem dúvida mancha a imagem de todos os profissionais de Direito que exercem a sua actividade profissional na cidade, lançando uma onda de suspeição, alarme social e desagrado que não pode abonar em favor de todos nós!

Lamentamos e repudiamos qualquer publicação que não procure esclarecer factos antes de publicar / publicitar notícias desta natureza, apenas com o intuito de “vender” notícia!

Ainda assim, e como qualquer outro cidadão em circunstâncias semelhantes, beneficiará da presunção de inocência até prova em contrário.

Contudo não podemos deixar de dizer e no mais esclarecer que, independentemente da profissão que desempenhamos, homens e mulheres que somos, cumpre a nós, mais que a qualquer outro cidadão, adoptar uma postura recta e conforme aos direitos e deveres de vida em comunidade, estando acima de qualquer suspeita.

«Porque, acima de tudo, somos Advogados e vestimos a Toga com respeito e orgulho.» – frase do Dr. João Massano (Presidente do Conselho Regional de Lisboa), discurso de Tomada de Posse.

Pela Delegação,

Sílvia Serraventoso

(Presidente)

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here