Incrível. Há “Charolas” na Madeira e no Havaí

0
- Publicidade -
TomarTV

Imagem: Oi Portugal

Na Madeira e até no Havaí as Festas são em louvor do Espírito Santo mas a Charola é outra…

Consta que a devoção do Espírito Santo terá sido levada para a Madeira, ainda no século XV, por João Gonçalves Zarco que terá mandado edificar uma capela em seu louvor na encosta leste da baía de Câmara de Lobos.
As festas em louvor do Divino Espírito Santo são, ainda hoje, tradição em diversas paróquias madeirenses bem como as “Charolas”, definidas pelo Padre Fernando Augusto da Silva, no seu “Vocabulário Madeirense” como “pequena armação de madeira ou vimes coberta com frutos e diversos produtos da terra destinada a despesas feitas em festas religiosas”.
Ouvi falar nestas outras “Charolas” da primeira vez que contactei com luso descendentes do Havaí. Foi-me então explicado que uma charola devia conter fruta, ovos e vinho sendo decorada com flores. Que as frutas eram um dom divino, os ovos o símbolo da vida, o vinho a alegria de viver e que o colorido das flores era um hino à felicidade e o desejo de boas venturas para a terra mãe – Portugal.

13524431_1138887449510565_3213857578986980211_n
O traje e os costumes de outrora na Ilha da Madeira (séc XIX)

- Publicidade -

13495309_1138895476176429_6292357058119962663_n
Créditos: Manuel Fernandes

©Paulo Alcobia Neves in “Raízes e Memórias de Tomar e Ferreira do Zêzere”, 23 de junho de 2016

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here